Talvez você já tenha ouvido falar em Ozonioterapia e seus inúmeros benefícios e aplicações em esferas multidisciplinares como, bem-estar, estética e dermatologia.

Mas o que você realmente sabe sobre o Ozônio? O Ozônio pode ser manipulado? Como utilizar a Ozonioterapia em sua farmácia? Bem, vamos começar do início…

O Ozônio vem sendo utilizado para finalidades terapêuticas desde a Primeira Guerra Mundial. De acordo com a renomada revista The Lancet, médicos alemães e ingleses utilizavam com sucesso a Ozonioterapia para curar seus feridos nos campos de batalha durante a guerra.

A Ozonioterapia nada mais é do que a utilização de uma mistura gasosa de ozônio e oxigênio medicinal com a finalidade principal da indução do estresse oxidativo transitório, sendo este não deletério, desencadeando uma série de reações benéficas ao organismo.

Dentre as diversas atividades do Ozônio, se destacam suas propriedades bactericidas, fungicidas e até mesmo, em alguns casos viricida, o que torna a Ozonioterapia, uma terapia eficaz principalmente devido a sua capacidade de acelerar o processo de cicatrização de feridas e evitar possíveis infecções.

A Ozonioterapia foi inserida no Brasil somente em 1975, trazida pelo médico paulista HEINZ KONRAD, que vem utilizando o método até os dias atuais.

O que é o Ozônio?

O Ozônio é uma molécula triatômica, formado por 3 átomos de oxigênio (O3) ligados entre si e se apresenta na forma de um gás. Mas para que o processo de formação do Ozônio ocorra, é necessário que os átomos de Oxigênio sejam submetidos a descargas elétricas. Por sua vez, quando estes 3 átomos de Oxigênio se unem, é produzido um odor forte e característico, resultante da formação da molécula de Ozônio (do grego “Ozein” – que significa: aquilo que cheira).


A molécula de Ozônio é altamente instável e reativa, pois, dependendo das condições do sistema como temperatura e pressão, o ozônio rapidamente se decompõe em Oxigênio molecular.

Formas de aplicação do Ozônio (Topicamente)

O Ozônio poderá ser aplicado, sob a forma de gás propriamente dito em uma mistura de Ozônio e Oxigênio medicinal (concentração máxima: 5% de ozônio e 95% de oxigênio), não obstante, outras formas de aplicação poderão ser empregadas, a depender principalmente da finalidade do tratamento e do local de aplicação, são elas:

• Água ozonizada (Baixa estabilidade);
• Óleos ozonizados (Estabilidade elevada);
• Cosméticos ozonizados (Estabilidade elevada) e possibilidade da associação com outros princípios ativos para otimização de finalidades específicas como hidratação, cicatrização e etc.

Utilizando o ozônio para finalidades cosméticas e dermatológicas

Como mencionamos anteriormente, o Ozônio é altamente instável, o que dificulta a sua aplicação para finalidades cosméticas e dermatológicas.

O Ozônio quando empregado em óleos vegetais, como por exemplo os óleos de Oliva, Coco e Girassol, através de uma reação química conhecida como ozonólise, que consiste na ligação rápida do Ozônio às duplas ligações dos ácidos graxos insaturados (carbono – carbono) presentes nos mais diversos óleos vegetais, porém em elevada quantidade principalmente no óleo de Girassol. Esta reação por sua vez produz moléculas estáveis como cetonas e aldeídos, além de compostos oxigenados, como peróxidos, ozonídeos dentre outros. Os óleos ozonizados por sua vez possuem efetividade no tratamento de:

• Micoses;
• Queimaduras;
• Rejuvenescimento cutâneo;
• Tratamento de hipercromias;
• Feridas infeccionadas ou não;
• Peles com sinais de inflamação;
• Úlceras (isquêmicas a diabéticas);
• Tratamento da acne, inclusive Conglobata;
• Tratamento contra flacidez da pele e papada;
• Diminuição de celulite, medidas e gordura localizada.

Como trabalhar com a Ozonioterapia em minha farmácia?

Para a produção de fórmulas Ozonizadas, são necessários alguns equipamentos de custo elevado, como por exemplo um Gerador de Ozônio, um Sistema de Borbulhamento, dentre outros, além de uma fonte de Oxigênio medicinal.

Apesar da produção de óleos ozonizados ser realizada a partir de um processo relativamente simples, a reação química de ozonólise é uma reação exotérmica (onde há a liberação de calor), desta forma existem riscos elevados de queimaduras ou até mesmo pequenas explosões, este fato associado aos custos de produção elevados e problemas com a padronização das formulações podem se tornar uma barreira para a produção de formulações ozonizadas.

O desenvolvimento de formulações que se apresentem em outras formas farmacêuticas que não óleos ozonizados, também pode ser um outro entrave para se trabalhar com a Ozonioterapia na manipulação.

Ok, então como reduzir custos de desenvolvimento, produção, equipamentos, padronizar processos, enfim… Como trabalhar com a Ozonioterapia em minha farmácia?

Pensando nisso, a VPK Farma trouxe para o mercado magistral, a única e exclusiva base semielaborada Ozonizada: Ozonica Base®

Ozonica Base®: Ozonioterapia em suas formulações cosméticas e dermatológicas

Ozonica Base® é a mais nova e exclusiva Base Ozonizada para o mercado magistral. A Ozonica Base® foi especialmente desenvolvida em um sistema emulsionado de alta performance que alia todos os benefícios de uma emulsão fornecendo hidratação e emoliência à pele, através do toque seco e agradável de um gelcreme, proporcionando excelente espalhabilidade sem residual graxo, e todos os benefícios de uma formulação não comedogênica.

Ozonica Base® é uma solução rápida e eficaz para a manipulação de formulações como:

• Formulações faciais e corporais;
• Formulações dermatológicas e cosméticas;
• Ideal para peles normais a oleosas (eudérmicas a lipídicas);
• Ideal para incorporação de princípios ativos cosméticos diversos como (Óleos vegetais, manteigas e vitaminas);

Que saber mais? Entre em contato conosco e solicite o material técnico do produto.