Você sabe o que pode causar a queda de cabelo?

Perder fios de cabelo é considerado normal quando não em excesso. Entender porque os fios podem cair, as causas e os cuidados com os cabelos é uma tarefa importante para nossa saúde.

 

A queda de cabelo

As pessoas perdem cerca de 50 a 100 fios de cabelo todos os dias. E isso não é muita coisa em comparação aos mais de 100 mil fios que temos em nosso couro cabeludo. Os fios possuem um ciclo de crescimento e queda natural. Porém, ultrapassar essa quantidade normal pode significar que a estrutura capilar está fragilizada, desde a raiz até as pontas, por isso a atenção deve ser redobrada.

Quando os fios começarem a ficar quebradiços, você deve procurar um dermatologista para uma avaliação e verificar o que está acontecendo, pois essa deficiência pode ser um sinal de que algo está errado.

 

Causas da queda de cabelo

Vários fatores podem afetar os cabelos, caracterizando a queda capilar. Alguns podem ser pontuais, como pós-cirurgia, gestação, febre, infecções e outras situações de saúde, resultando na queda capilar mais acentuada por um determinado momento.

A perda dos cabelos é um problema comum e que atinge milhões de homens e mulheres em todo o mundo. Em primeiro lugar é fundamental que se faça uma distinção entre queda de cabelo e calvície.

A calvície é um fator hereditário e ocorre principalmente em homens, no geral acima dos 35 anos. É uma doença genética que incomoda muita gente e, dependendo da causa, há maneiras diferentes de lidar com o problema. A calvície possui diversos tipos de tratamento, porém muitas pessoas acabam optando por não realizar nenhum tipo de tratamento e “assumem” a própria calvície. Pode acometer somente o couro cabeludo, mas também pode atingir todo o corpo.

Já a queda de cabelos pode ser um problema passageiro, devido à má nutrição do organismo, ou sintoma de alguma doença que, se tratada, consegue eliminar essa característica. Médicos e especialistas em cabelos afirmam que a saúde capilar reflete o estilo de vida e alimentação de cada pessoa.

Além dos procedimentos químicos também influenciarem na queda, a ausência de vitaminas no corpo, as alterações hormonais e a utilização do secador e chapinha com frequência também danificam os fios do cabelo, tornando-os quebradiços e, consequentemente, intensificando a queda. Outro ponto são os traumas emocionais, como o estresse e a ansiedade, que implicam em uma grande perda de minerais e vitaminas fundamentais para o crescimento e saúde dos fios. Alguns medicamentos também têm como consequência a queda dos cabelos, assim como o tabagismo e a ingestão de bebidas alcoólicas em grandes quantidades e com frequência.

 

Cuidados para evitar a queda de cabelo

Cuidar dos cabelos é muito importante, e existem algumas ações que você pode colocar em prática desde já para prevenir e tratar a queda capilar.

1) Mantenha os cabelos sempre limpos

A queda de cabelo não tem relação com a quantidade de vezes que o cabelo é lavado. Quando deixamos de lavar para evitar a queda de cabelo durante o banho, acabamos deixando o couro cabeludo sujo por mais tempo e a sujeira poderá favorecer e agravar a queda de cabelos. O ideal é que a lavagem seja com água norma a fria, para evitar que os cabelos fiquem oleosos.

2) Cuide da alimentação

A alimentação influencia muito no fortalecimento e crescimento dos cabelos. Alguns nutrientes específicos como os minerais (zinco, selênio, cálcio, silício e ferro), vitaminas (E, C e do complexo B), proteínas e grão integrais são extremamente benéficos para fortalecer os fios e evitar a queda de cabelo.

3) Evite o consumo de álcool e cigarro

A ingestão de álcool provoca aumento da produção de radicais livres no nosso corpo. Radicais livres promovem inflamação em alguns tecidos, incluindo a pele do couro cabeludo. Toda inflamação poderá promover aumento da queda de cabelos. Além disso, o álcool, sozinho, desgasta o organismo já que exige de nosso corpo um esforço maior para a metabolização do etanol. O desgaste do metabolismo é um dos fatores que podem levar à queda capilar.

Cuidado também com o tabagismo! Uma pesquisa recente do Departamento de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, mapeou o tamanho do estrago causado pelos cigarros. Depois de analisarem amostras de tecido de 1.241 homens fumantes e não fumantes, os estudiosos constataram que o hormônio DHT, particularmente ligado à calvície, aparecia em índices até 13% superiores entre os adeptos do cigarro. Além disto, por produzir radicais livres em nosso corpo, o cigarro facilita a queda de cabelo.

4) Cuidado com o estresse e ansiedade

Estudos mostram que uma boa parte das pessoas que reclamam de queda de cabelo apresenta ou apresentou algum tipo de estresse que pode ter sido causador da queda capilar. Uma boa forma de reduzir seu estresse, cuidar do organismo e ainda prevenir a queda de cabelo é por meio da prática de atividades físicas, já que se exercitar libera endorfinas que diminuem o estresse e consequentemente a queda de cabelos.

A ansiedade também pode causar a queda de cabelo, pois pode alterar a produção de oleosidade de seu couro cabeludo, o que promove a descamação ou aparecimento da caspa, fatores que facilitam a queda.

5) Use a escova de cabelo correta

O uso da escova também pode ocasionar a queda de cabelo, pois a frequência com que os cabelos são penteados aumenta a queda dos fios. Além disso usar uma escova que não é para o seu tipo de cabelo pode danificar os fios, deixando aquele aspecto de cabelos quebrados. As escovas com pinos que apresentam bolinhas de massagem na ponta protegem o couro cabeludo e oferecem mais leveza na hora de desembaraçar.

6) Use a chapinha correta e moderadamente

Caso faça uso incorreto da chapinha, os danos podem tomar grandes proporções. Erros como passar chapinha no cabelo a todo momento, com cabelos molhados, sujos, ou dispensar protetores térmicos podem potencializar a queda de cabelo.

7) Não prenda fios molhados

Fazer isso de vez em quando não tem problema nenhum, mas a frequência pode causar a queda de cabelo, pois os fios estão fragilizados quando molhados. Manter o couro cabeludo molhado por muito tempo provoca fungos e caspa, além de enfraquecer a raiz e provocar a queda dos fios.

8) Faça exames periodicamente

Muitas vezes a queda de cabelo, acompanhada de coceira, pode ser um sinal de que há algo errado no organismo como um todo. Fazer exames periodicamente é essencial. O hipotireoidismo, por exemplo, pode causar ressecamento da pele no geral, o que provocaria coceiras e consequentemente a queda dos fios.

 

 

 

 

Deixe seu comentário!


Publicado em:

setembro 19, 2018

Compartilhar

Telefone / Fax: +55 (11) 4671-9200

Telefone: 0800 940 3210

E-mail: [email protected]

%d blogueiros gostam disto: