Pele oleosa: como cuidar e o que evitar

Se você tem pele oleosa e sofre com os problemas que ela te traz, saiba: você não está sozinha. Esse é o tipo de pele mais comum entre as brasileiras e uma das principais reclamações nos consultórios dermatológicos.

No entanto, alguns cuidados básicos podem te ajudar – e muito – a driblar o problema, principalmente nesses dias de calor mais intenso.

Mas antes de mais nada, é preciso entender os motivos que levam à produção excessiva de sebo pelas glândulas sebáceas.

Segundo os especialistas, a pele oleosa pode ocorrer por diversas razões, entre elas constituição genética, má alimentação e desequilíbrios hormonais, que podem ser causados por um problema de saúde mais sério ou simplesmente situações pontuais, como picos de estresse, alterações no ciclo menstrual, gravidez, uso de pílulas anticoncepcionais, menopausa e ingestão de medicamentos como lítio e corticosteroides, por exemplo.

Portanto, descobrir as causas da sua é o primeiro ponto para conseguir iniciar um tratamento adequado. Para isso, é fundamental consultar um dermatologista.

Depois, com a causa identificada, é hora de partir para a ação. Nessa etapa, as dicas abaixo podem ser muito úteis. Confira:

 

– Evite produtos de limpeza muito agressivos. Além de irritar a sua pele, eles podem causar o chamado “efeito rebote”, que faz com que sua pele aumente ainda mais a produção de sebo;

– Resista à tentação e tente não lavar o rosto muitas vezes ao dia. Ao invés de resolver o problema, isso também pode estimular suas glândulas sebáceas a trabalharem ainda mais;

– Sempre procure produtos rotulados como “não comedogênicos”, “não acnegênicos” e “livres de óleo”;

– Na hora da hidratação, prefira produtos com textura mais leve, como as fórmulas em gel ou sérum, por exemplo;

– Semanalmente, procure fazer uma esfoliação facial, para ajudar a remover as células mortas da sua pele;

– Sempre retire toda a maquiagem no final do dia. O acúmulo de produto nos poros pode piorar os quadros de inflamação, causando espinhas;

– Tome cuidado com a sua alimentação e evite o consumo excessivo de leite, alimentos gordurosos, sal e açúcar.

 

Seguindo essas dicas, é possível minimizar os efeitos da pele oleosa e começar a conviver com ela de maneira saudável e nada traumática.

Porque quem tem que brilhar é você e não a sua pele!

____

Se você é farmacêutico ou prescritor, conheça o Sepicontrol A5, um ativo que reduz a produção sebácea e a formação de ácidos graxos livres, além de combater a proliferação de microrganismos típicos da pele oleosa e acneica, permitindo a recuperação do ecossistema cutâneo normal. Fale com nossos vendedores e saiba mais.

Deixe seu comentário!


Telefone / Fax: +55 (11) 4671-9200

Telefone: 0800 940 3210

E-mail: [email protected]

%d blogueiros gostam disto: