Bases, Veículos, Excipientes…talvez você já tenha se perguntado qual é a melhor opção para a sua farmácia: desenvolver suas próprias bases cosméticas e dermatológicas, ou comprar uma base pronta de um distribuidor de insumos?

De fato, a manipulação, principalmente a manipulação de produtos cosméticos avançou muito nos últimos anos, novas tecnologias, opções de polímeros, emulsionantes, modificadores de sensorial e até mesmo os veículos dermatológicos e cosméticos semielaborados vieram para facilitar a vida do manipulador farmacêutico. Afinal, não é simples lidar com a rotina de uma farmácia de manipulação e todas as exigências que ela demanda, muitas vezes dependendo do volume de fórmulas a serem manipuladas v.s. quantidade de funcionários disponíveis para atender esta demanda, a farmácia poderá se transformar em um pequeno caos, e em alguns dias, um manipulador experiente poderá manipular até 50 fórmulas ao dia, desta forma, a otimização de processos na manipulação é muito bem-vinda.

Neste post, abordaremos a fundo o que é mais vantajoso para uma farmácia de manipulação. Se desenvolver e produzir suas próprias bases cosméticas ou utilizar bases semielaboradas.

 

Bases manipuladas

Eis aqui toda a beleza da manipulação cosmética. Trabalhar desde o desenvolvimento de um novo conceito, incluindo seus princípios ativos cuidadosamente selecionados até a concepção do veículo mais adequado, chegando a manipulação de um produto cosmético 100% personalizado, do jeito que você imaginou e que só a sua farmácia produz.

Desenvolver e manipular a sua própria base/veículo possibilita um leque imenso de opções. São inúmeros os parâmetros que podem ser trabalhados ao desenvolver uma base do zero. Além do tipo de base (creme, gelcreme, gel, etc), abrangendo parâmetros como a emoliência, espalhabilidade, viscosidade, penetração e evanescência, até a escolha dos melhores conservantes, fragrâncias, coloração, enfim, todo o processo que o desenvolvimento de uma fórmula personalizada possibilita ao farmacêutico desenvolvedor.

É possível ainda, desenvolver uma base funcional, a qual apresentará alguns ativos já incorporados em sua composição, e que dará um toque de sofisticação à sua base.

Indo do desenvolvimento à manipulação, atualmente existem emulsionantes e polímeros de alta tecnologia que possibilitam a manipulação de bases de maneira mais rápida e prática, o que facilita muito a vida do manipulador. A VPK Farma distribui uma gama de polímeros conceituados da francesa SEPPIC, como Simulgel™ INS 100, Sepigel™ 305, Sepiplus™ 400 e Sepimax™ ZEN, para agilizar o processo e dar um toque de sofisticação na manipulação dos mais diversos tipos de bases dermatológicas e cosméticas.

Porém, infelizmente, nem todas as farmácias conseguem disponibilizar um farmacêutico/manipulador para desenvolver e manipular veículos cosméticos e dermatológicos personalizados. Isso exige tempo e experiência, e os custos de um farmacêutico dedicado para esta tarefa pode não ser vantajoso para a farmácia.

Outro fator que deve ser levado em consideração em farmácias que manipulam suas próprias bases, é a padronização. Nem todo manipulador consegue manipular com precisão uma base idêntica à manipulada anteriormente, e quando há a troca ou substituição deste colaborador, este tema se torna ainda mais sensível, mesmo seguindo procedimentos operacionais detalhados, em alguns casos essa diferença poderá ser “sentida na pele” do consumidor. Mesmo um excelente e experiente manipulador pode cometer pequenos desvios ou adequações no processo que é primordialmente manual, principalmente considerando a rotina de uma farmácia de manipulação que necessita de um ritmo acelerado de produção.

Lembre-se, para manipular uma base, são necessários múltiplos ingredientes, bem como seus respectivos controles de qualidade, estoque e validade, o que pode interferir diretamente na qualidade e na reprodutibilidade de uma base manipulada.

Além disso não podemos esquecer das exigências estabelecidas na RDC 67, de 8 de Outubro de 2007, que preconizam que o teste de “pureza de microbiológica” deverá ser realizado nas bases galênicas produzidas na farmácia, por meio de monitoramento, ou seja, a farmácia deverá submeter mensalmente, em esquema de rodízio uma de suas bases, considerando neste rodízio, o tipo da base e também o seu manipulador. Estes testes geralmente demandam tempo e geram custos elevados que devem ser considerados pela farmácia que optar pela manipulação de seus próprios veículos dermatológicos/cosméticos.

 

Bases prontas (semielaboradas)

Quem opta por adquirir as bases prontas de um distribuidor de insumos farmacêuticos, opta também por otimizar os processos em sua farmácia, não enfrentando problemas com a padronização na manipulação das bases por exemplo, uma vez que estas já estão prontas para receberem a incorporação dos mais diversos princípios ativos, cosméticos e/ou dermatológicos, sendo 100% padronizadas, independente do lote de compra ou recompra.

A farmácia também não precisará depender de um profissional para desenvolver e manipular suas bases, o que torna o processo de manipulação mais rápido e prático. As bases semielaboradas, são desenvolvidas para receber a incorporação imediata de princípios ativos, facilitando o processo de manipulação para farmácias que recebem um alto volume de fórmulas diariamente, ou que preferem trabalhar com agilidade e segurança e não possuem recursos para disponibilizar um profissional para desenvolver e manipular suas próprias bases.

Você poderá encontrar inúmeras bases prontas disponíveis no mercado, com as mais variadas características, de acordo com seu processo de fabricação, e não é difícil encontrar um distribuidor que possa fornecê-las para a sua farmácia.

Um dos fatores que impactam diretamente na decisão de compra de bases prontas é o volume mínimo de venda destas bases, sendo geralmente oferecidas em tamanhos de fracionamento a partir de 5Kg, o que torna mais difícil a aquisição de uma base que possui um giro menor.

Algo para se ficar atento, é que algumas linhas de bases disponíveis no mercado, possuem conservantes que podem ser considerados controversos, como Parabenos, além de adjuvantes como Propilenoglicol e derivados de Soja.

 

VPK Bases

Você sabia que a VPK Farma possui uma linha completa de bases dermatológicas prontas para a sua farmácia?

Livre de Parabenos, Soja e Propilenoglicol, as VPK Bases contam com 7 bases dermatológicas diferentes em sua linha: Creme Não-Iônico, Loção Não-Iônica, Creme Aniônico, Loção Aniônica, Gelcreme, Cold Cream Cosmético e Xampu Transparente.

As VPK Bases passam por um rigoroso controle de qualidade microbiológico, e companha laudo de análise físico-quimico e microbiológico, atendendo a legislação vigente se mantendo estáveis durante todo o período de validade, sem perda de eficácia ou viscosidade.

Outro diferencial importante, é que as VPK Bases são envasadas e comercializadas em embalagens de 1kg, tornando mais fácil sua aquisição e armazenamento.

Consulte o seu vendedor e solicite o material técnico.